LEGENDA Bora Ler: Sweet Tooth - Depois do Apocalipse Vol. 01: Saindo da Mata

Há uma década, uma doença se espalhou matando milhões de pessoas e as crianças nascidas após esse período, passaram a nascer híbridas. Gus é um dessas crianças, totalmente dócil e amável que vive com seu pai totalmente isolado do resto da humanidade. Após a morte de seu pai, caçadores atacam o seu lar para caçá-lo, mas é salvo por um homem totalmente misterioso e violento. Seu nome é Jepperd e promete levar Gus a um lugar chamado Reserva, onde ele ficará a salvo, juntamente com outras crianças híbridas. 
Vale a pena ou a galinha inteira?

Jeff Lemire foi indicado ao prêmio Eisner (o Oscar dos quadrinhos) por Sweet Tooth e não é por menos. O quadrinho foi publicado pelo selo Vertigo (o selo adulto da DC Comics) em setembro de 2009 e a editora Panini Comics trouxe a edição para o Brasil em encadernados, com arcos fechados, sendo que este primeiro volume contém as edições 01-05 da versão original.


A primeira vista, confesso, não ter curtido os traços do autor (que também é responsável pela criação e pela arte). Só que o grande fator que influência o apego pela história do garoto híbrido, é justamente a inocência de Gus. À medida que nos aprofundamos e passamos a acompanhar ele, você vai se importando, vai se preocupando e não consegue parar de ler até ter a certeza de que ele está seguro (pelo menos até aquele momento).

Por ser uma história pós-apocalíptica e por ter sido lançada pelo selo Vertigo, o autor não medirá esforços quando tiver que retratar momentos tristes, violentos e até mesmo chocantes. A violência é explícita deste a primeira história que nos é apresentada. Quando não somos tocados pela violência, somos tocados pelo drama da história que é muito bem escrita. Os diálogos entre Gus e Jepperd são muito bem elaborados e você até então fica tentando descobrir quem é este homem que apareceu do nada e assumiu os cuidados de Gus para si.

O quadrinho mescla cenas de ação e pausas na história, que fazem a leitura ser muito fluída, mantendo o ritmo do início ao fim.
Sweet Tooth, com certeza é uma das melhores HQs que já li na vida (e olha que já li muitos quadrinhos) e ela tem o seu grande valor por nos apresentar um herói sem poderes, que por ser totalmente ingênuo, acredita fielmente no ser humano e por tratar de assuntos como amizade e a busca por esperança,


*  As imagens retiradas da HQ Sweet Tooth, são puramente com o intuito de ilustração e divulgação. Todos os direitos das mesmas são de seus criadores. ^^


2 comentários:

  1. Bom, eu sou o oposto de você, li poucos quadrinhos, mas Sweet Tooth também está entre os melhores! Adorei sua resenha, eu também fiz a minha sobre o primeiro volume no meu, essa história é muito boa, todo mundo precisa conhecer!

    ResponderExcluir
  2. Olá Marcia tudo bom?
    O que você falou a respeito de todo mundo ter que conhecer Sweet Tooth é a mais bem da verdade, algumas pessoas citam Watchmen e Sandman como essenciais, mas quadrinhos como esse também deveriam entrar no Hall da Fama.
    Abraços!!

    ResponderExcluir