LEGENDA Bora Ver: Festa no Céu

Manolo é um jovem que fica dividido em seguir o legado da família que é ser toureiro ou seguir o seu coração que é ser músico. Além disso, ele e o melhor amigo, Joaquim, disputam o coração da mesma garota, Maria. O que ele não sabe é que os deuses apostaram o destino da Terra dos Mortos na resposta de Maria, o que levará os três amigos em uma aventura inacreditável.
Vale a pena ou a galinha inteira? 

Já de início falo que quando vi o pôster do filme, me interessei e muito pela animação e esperei sua estréia. Nessa época fiquei tão encantado com o gráfico, que nem havia reparado que era um trabalho do del Toro. Depois dessa descoberta, logo associei a linda homenagem dele ao México.


A história do filme irá nos mostrar o folclore sobre os três mundos. Catrina/La Muerte é a linda deusa feita de doces que governa a Terra dos Lembrados, Xibalba é o deus feito de piche que governa a Terra dos Esquecidos e temos a Terra dos Vivos que é onde nossos protagonistas vivem.


No dia dos mortos, os deuses visitam a Terra dos Vivos e fazem uma aposta: se Maria escolher se casar com Joaquim (o escolhido de Xibalba), eles trocam os reinos e o deus passa a governar a Terra dos Lembrados, porém, caso Maria escolha Manolo (o escolhido de Catrina), Xibalba não poderá mais se intrometer na Terra dos Vivos.

O que diferencia essa obra de muitas outras é justamente a forma como os produtores resolveram tratar a morte. Como todo o folclore e a própria história giram em torno da morte, eles tiveram a preocupação de tratar o tema de forma alegre, colorida e até certo ponto simples. Tudo é relacionado ao Dia dos Mortos que é uma data muito especial para os mexicanos, uma vez que, eles acreditam que apenas nessa ocasião, todos aqueles que se foram, retornam para passar aquele dia ao lado dos entes queridos. 

Os personagens são todos feitos como se fossem peças de madeira, o que dá a eles um ar mais infantil (para trabalhar o tema) e cativante.

O grande trunfo da animação é justamente nos apresentar um pouco mais sobre o Dia dos Mortos e suas lendas e para isso, o uso de cores (muitas cores), incríveis detalhes de cenário e personagens são utilizados para nos apresentar os diferentes mundos, cada um com sua característica em particular.


Outro ponto que é criticado de forma discreta pelo filme é a questão das touradas e dos sacrifícios dos touros no final do espetáculo. De certa forma, os produtores deixam seu recado, já que Manolo é completamente contra essa prática.


A dublagem brasileira tem as vozes de Thiago Lacerda como Manolo e de Marisa Orth como Catrina. Sou chato com relação a filmes dublados, mas por ser uma animação, é compreensível a versão, já que o público alvo são as crianças. Agora, as músicas podiam ter deixado no original né! Thiago Lacerda cantando é um ótimo ator. 

O 3D do filme não é lá grandes coisas. Você tem o efeito de imersão quando está na Terra dos Lembrados, porém, nas outras duas terras você quase não sente o mesmo efeito, então não sei se faria diferença ou não ter visto em 2D.



Trabalhar um tema como a morte de forma tão inteligente e bonita, apresentando um folclore fantástico e pouco conhecido como é o mexicano, utilizando de cores, personagens cativantes e uma história que agrada a adultos e crianças, faz com que Festa no Céu seja sem dúvidas uma animação que merece ser vista.






* As imagens retiradas do filme:  The Book of Life, são puramente com o intuito de ilustração e divulgação. Todos os direitos das mesmas são de seus criadores ^^


Nenhum comentário:

Postar um comentário