LEGENDA Bora Ver: Made in China


Francis é vendedora na Casa São Jorge, que pertence ao árabe Seu Nazir e tenta ajudar o patrão a não perder sua clientela para a Casa do Dragão, recém-aberta pelo chinês Chao. Com o apoio da colega de trabalho e fiel escudeira Andressa e de Carlos Eduardo, seu namorado, Francis investiga a concorrência e tenta desvendar por que as mercadorias chinesas são as mais baratas da Saara.
Vale a pena ou a galinha inteira? 

O diretor Estevão Ciavatta escalou ninguém menos do que sua esposa Regina Casé para estrear sua incursão no cinema. A apresentadora e atriz que estava fora dos cinemas desde quando protagonizou o longa Eu, Tu, Eles (2000), irá viver Francis, uma personagem popular e que remete ao estilo de seus pogramas Central da Periferia e Esquenta, também feitos em parceria com o marido.


Made in China a princípio, possui um tema que por si só já apresenta uma bagagem enorme de conflitos para serem abordados, que seriam os produtos vindos da China e vendidos a baixo preço no Brasil e dessa forma, comprometendo o comércio nacional, porém, erroneamente o roteiro não soube explorar essa possibilidade e no final o filme se tornou mais do mesmo.

Os personagens da trama, são dos mais caricatos possíveis. Temos Francis que é a vendedora comunicativa, que usa de toda a sua lábia para vender a maior quantidade de produtos para seus clientes; Seu Nazir é o árabe com seus ditados envolvendo camelos; Carlos Eduardo é o típico malandro que namora com Francis mas que não perde a oportunidade de seguir um rabo de saia (mesmo jurando fidelidade eterna à namorada) e claro que não poderia faltar a gostosa, que no longa é representado por Andressa, a responsável por trazer bons fluidos para a loja do Seu Nazir com suas simpatias. Claro que não poderiam faltar os chineses e nesses a caricatura pesou a mão.


Em meio a tantos esteriótipos que estamos pra lá de acostumados a ver em filmes de comédia, Regina Casé consegue nos entreter durante o filme. Que há momentos em que o roteiro não tem pé nem cabeça, isso existe de fato, mas não dá para negar o carisma da apresentadora. Quem sabe se o roteiro tivesse sido melhor elaborado, ou até mesmo a trama fosse mais bem desenvolvida essa comédia estaria no patamar de outras nacionais, tal como Os Homens São de Marte...
Outro destaque vai para Xande de Pilares, no papel do malandro carioca. Em sua estréia nos cinemas ao lado da companheira de trabalho dominical, o cantor não deixa a peteca cair e tem uma ótima interpretação de seu personagem. 


Mesmo com a química existente nos atores, temos uma história fraca que perde seu foco durante o desenvolver da trama e isso enfraquece muito o filme, dando a ele um ar de nonsense.

O filme por mais caricato, por mais sem sentido que possa parecer, temos a nítida impressão que também representa uma singela homenagem a mistura de raças que ocorre no Brasil, inclusive, em certo momento, Seu Nazir chega a falar com o filho que eles tem uma grande dívida com o Brasil por os ter recebido.

Um dos méritos do filme diz respeito a reprodução quase fiel do S.A.A.R.A. em estúdio, o público realmente tem a nítida impressão de que o filme foi gravado na feira, quando na verdade não foi. Outro mérito sem dúvida se refere ao ponto central do filme: os chineses. Durante as conversas que os chineses tem entre si em sua língua natal, as legendas que aparecem estão escritas em mandarim. Foi a ideia mais genial que filme poderia ter abordado, uma vez que ficamos com aquela sensação de "estão ou não falando mal de mim?" junto com os personagens da trama que também não estão entendendo nada do diálogo.

Ao final, Made in China tentou se destacar como comédia nacional, porém tropeçou feio no seu desenvolvimento, nas suas piadas e principalmente em sua trama pra lá de mal elaborada. Que pena!!



* As imagens retiradas do filme:  Made in China, são puramente com o intuito de ilustração e divulgação. Todos os direitos das mesmas são de seus criadores ^^


2 comentários:

  1. Moço!!! Q resenha eim!! ^^

    Como você consegue fazer uma resenha melhor que o filme? rsrsrss

    Parabéns!!! ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha é tão difícil tentar transformar pensamentos em palavras que vou escrevendo e só depois vejo o resultado :P
      Abraço ^^

      Excluir