LEGENDA Bora Ver: Ouija - O Jogo dos Espíritos

As amigas Laine e Debbie na infância jogavam frequentemente com o tabuleiro Ouija sem muitas convicções que fosse real. Porém, quando Debbie resolve jogar sozinha, quebrando uma das regras do jogo, ela liberta uma força maligna que a faz cometer suícidio. Lane e seus outros amigos resolvem tentar uma conexão com o espírito da amiga para se despedirem e tentar solucionar sua misteriosa morte.
Vale a pena ou a galinha inteira? 

Todo mundo já jogou ou conhece alguém que tenha jogado esse famoso jogo de tabuleiro que é facilmente adaptado para uma folha de caderno e tendo como variantes o uso de copos, compassos ou qualquer outro objeto caseiro para a formação das frases.


O diretor estreante Stiles White, assumiu um filme com uma proposta nova, utilizando do jogo de tabuleiro que é quase uma lenda urbana e mesmo assim, bem inexplorada nas telas. Porém, mesmo com uma boa proposta que geraria um filme muito bom, o filme é uma desandada só, caindo em clichês atrás de clichês.

Bem mais grave que os clichês que comentarei daqui a pouco, o filme peca onde um filme não poderia pecar nunca: no roteiro. Os furos de roteiro são tão esdrúxulos que sério, até as crianças (eu disse CRIANÇAS!!) que estavam na fileira atrás de mim, perceberam e faziam comentários. É personagem que mete o rosto no espelho quebrando-o e mesmo assim não sofre um arranhão, são as luzes de Natal que enfeitam a escrivania no quarto de Debbie e que ela utiliza para se enforcar e no outro dia, as luzes estão novamente como enfeite, como se nada tivesse acontecido...


O papel principal foi para Olivia Cooke (a Emma de Bates Motel) e acredito que seja o único rosto "conhecido" do longa. A garota até tenta convencer com sua personagem, mas fica difícil e confesso que fiquei na dúvida do por que disso: se era por conta do filme estar dublado (não consigo avaliar interpretações com dublagens), se era por causa do roteiro ou se Olivia que estava interpretando mal mesmo.


Sabem aqueles filmes que basta você perceber um erro que começa a caçar tantos outros? Então, essa foi a minha sensação e o filme foi se tornando um filme de comédia. Um exemplo: está de tarde, o Sol está brilhando firme e forte na cidade, os adolescentes entram em casa para jogar o tal tabuleiro e do nada, a casa está escura como se fosse meia-noite. E claro, sempre que o grupo entra na casa para jogar o tal tabuleiro, era óbvio que haveria uma mesa com seis assentos (5 para o grupo de adolescentes e um para o tal espírito) totalmente disponível para eles.

O filme até que usa pouco o recurso "jump scare" (aquele recurso que muitos filmes de terror usam em que tudo está calmo e de repente algo acontece juntamente com uma sonografia muito alta, fazendo com que o público leve susto) e talvez o maior jump scare dele seja o fogão.

A sinopse do filme bem que poderia ser: Em um mundo onde não há adultos, "adolescentes" precisam lidar com o ser maligno que acordaram ao jogar o tabuleiro. 
Definitivamente, quase que não há participação de adultos ao longo do filme (claro que levando em consideração a proposta do filme, em que atores com mais de 20 anos e um com quase 30 interpretam papéis adolescentes, enfim...).


Chegamos aos clichês. O filme cai na mesmice de muitos do gênero e acaba não proporcionando uma eventual imersão do público, uma vez que, ele sabe o que vai acontecer. No grupo, é claro que tem aquela pessoa que abusa do tabuleiro, os adolescentes precisam entrar em algum sótão ou porão para investigar e é óbvio que encontrarão fotos reveladoras lá e que basta uma pesquisada no Google para saber tudo sobre a reportagem antiga contendo o nome das pessoas da foto e o assunto referente àquelas pessoas. E lógico, não seria filme de terror se não tivesse uma senhora que sabe tudo sobre o tal mal e que irá instruir os jovens a se livrar da maldição.

Com um tema ao meu parecer inovador e que até então não havia sido utilizado em filmes do gênero (ao menos eu não lembro de nenhum), Ouija tinha tudo para ser uma boa produção, mas que infelizmente por erros de roteiro ou até mesmo pela falta de investimento (sempre é difícil um estúdio patrocinar um diretor iniciante), o filme perde em muitos requisitos e ao invés de assustar o público (nem um gritinho!), ele tira risadas (foi isso que aconteceu na sala em que eu o assisti) o que acaba sendo um erro inaceitável para um filme catalogado como de terror. 
Por fim, a minha impressão durante e após o filme foi bem essa:

PS: Gente, minha frustração com o filme continua mesmo depois dele ter acabado! Não é que o trailer está REPLETO de cenas que não estão na cópia que assisti???


* As imagens retiradas do filme:  Ouija, são puramente com o intuito de ilustração e divulgação. Todos os direitos das mesmas são de seus criadores ^^


7 comentários:

  1. Quero muito ver o filme, ele parece ser bom!
    http://metamorfose-literaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fernanda,
      Então, meus amigos gostaram do filme, ele que não me convenceu mesmo, mas espero que como eles, você goste também. Abraços :)

      Excluir
  2. Oi Tiago, tudo bem?
    Eu vi na TV que esse filme iria estrear dia 11 e fiquei bem curiosa com o que vi no trailer! Eu adoro filmes de terror e embora eu me decepcione muito com alguns, eu sempre procuro novos filmes para assistir.
    Acho a ideia central desse filme bem interessante e assim como vc eu não me lembro da mesma ter sido explorada em algum outro longa.
    Ache sua resenha muito bem escrita e me convenceu totalmente a não perder meu tempo com o filme!

    Abraço
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maiara,
      Pois é, eu quando a propaganda na TV fiquei doido pra ver, porém, ainda estou na espera de um filme de terror para salvar 2014, acho que terei que apelar para os clássicos =/
      Abraços ^^

      Excluir
  3. Olá Tiago!
    Eu estava muito curiosa para ver o filme, desde que vi o trailer eu coloquei na minha cabeça que precisava ver esse filme!!!!
    Mas depois de ler sua resenha, eu percebo que talvez eu não goste do filme! Pois eu odeio quando consigo saber o que irá acontecer, ou quando tem muitos erros de continuidade de cena!
    Bom eu realmente espero que pelo ao menos eu me divirta indo ao cinema e comendo um bom lanche!
    Ahh você assistiu Anabelle? viu que tristeza de filme? eu fiquei tão frustada quando tudo que eu falava acontecia e não levei nem um susto se quer...
    Beijos
    Espero que você venha me fazer uma visita em meu blog!
    http://www.miissperfection.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tuane tudo bom?
      Então, Annabelle foi minha grande aposta em ver um filme de terror no cinema e foi uma decepção total, nem tive ânimos pra fazer post pra ele. Pensei que seria uma coisa boa igual foi Invocação do Mal, filme do qual ela saiu, mas quebrei a cara feio. Acho que foi esperar O Exorcista fazer algum aniversário e quem sabe ser reprisado para ai sim, dizer que eu vi um filme de terror no cinema, por que vou te contar viu...mas igual você falou, pelo lanche e pelas risadas valem a pena, por exemplo, descobri que com mais R$ 0,50 praticamente dobro a quantidade de refrigerante e pipoca hahaha.
      Abraços ^^

      Excluir
    2. Tudo ótimo Tiago!
      Eu também pensei que Annabelle seria um estrondo igual invocação do mal!
      Bem em todos os casos vamos comer porque terror está difícil!!! kkk é só R$0,50 a mais e comerei o dobro de pipoca!!!! viva kkkk

      Excluir