LEGENDA Bora Ler: The Complete Peanuts (1950 - 1952)

Esse primeiro volume reúne os dois primeiros anos da tira. Mesmo que haja inúmeros livros reunindo as tiras dos Peanuts, àquelas referentes aos primeiros anos nunca foram coletadas antes por mostrarem um jovem Schulz em ínicio de carreira. Nesse volume acompanhamos Schroeder, Lucy e Linus e até mesmo o próprio Snoopy desde bebês até se tornarem mais maduros, sendo uma ótima forma de vermos como o autor refina o seu traço com o passar das semanas, meses e anos.
Vale a pena ou a galinha inteira? 

Quando era mais novo (e até hoje), quando comprava um jornal a primeira sessão que dava uma olhada era a de tirinhas. Entre as muitas que se destacavam e formavam seus fãs ao longo dos anos, Peanuts é uma das mais lembradas. 


A história de Charlie Brown, o garoto que sofre de existencialismo e é um  exímio perdedor em tudo que faz, fez com que Schulz conquistasse seu nome na história dos quadrinhos, mesmo que o próprio autor no início não tenha gostado do nome Peanuts. 


Acompanhamos então todo o período de crescimento de Charlie Brown e suas descobertas e muito além disso, acompanhamos também a evolução dos traços do cartunista (no início, todos apresentavam um cabeção totalmente desproporcional ao corpo), uma vez que, as tiras são colocadas em ordem cronológica. Aos poucos os personagens nos são apresentados e começam a ser mais frequentes, como por exemplo, Lucy e Schroeder (o garoto do piano).


As tiras foram publicadas no período de 1950 e 2000 e um dos motivos que deixaram sua marca ao longo do tempo se dá pelo fato de Schulz ter de forma tão simples e cativante, construído personagens que são carismáticos, emotivos e passam por conflitos em suas vidas (mesmo se tratando de crianças).


Outra coisa bem bacana das tiras é a sequência de eventos que o cartunista produz ao longo delas. Entre tantas outras, uma das mais legais são as corridas que Snoopy faz sempre que ouve Charlie Brown abrindo balas ou comendo doces, então depois de muitas tiras, o garoto faz barulho com uma embalagem de bala vazia para enganar o cão. Hilário!!!

Talvez hilário seja o sinônimo de Peanuts. Mais de 50 anos se passaram desde sua criação e até hoje quando você lê despretensiosamente você não consegue não rir em algumas das curtas histórias. Alguns acreditam que todos os pensamentos pessimistas, filosóficos e até políticos dos personagens sejam personificados do próprio Schulz, talvez Charlie Brown seria o próprio cartunista.


Para aqueles que desejam treinar o inglês, esse primeiro volume de Peanuts é bem educativo pelo fato de ser tratar de tiras e usarem de uma linguagem de fácil compreensão caso o seu vocabulário da língua inglesa esteja ali pelo intermediário. Caso não esteja, a versão traduzida pode ser encontrada nas livrarias. Independente da versão escolhida, esse primeiro volume é sem dúvidas uma excelente aquisição para os amantes de quadrinhos em geral.

*  As imagens retiradas da HQ The Complete Peanuts (1950-1952), são puramente com o intuito de ilustração e divulgação. Todos os direitos das mesmas são de seus criadores. ^^


Nenhum comentário:

Postar um comentário