LEGENDA Bora Ver: The 100 (2ª Temporada)


Há 97 anos uma guerra nuclear dizimou quase toda a vida na Terra. Os sobreviventes vivem na Arca, uma estação espacial em órbita da Terra e todos os crimes cometidos, são punidos com a morte por ejeção ao vácuo, para conter recursos, que são escassos. Depois dos sistemas de suporte de vida da Arca serem encontrados falhando criticamente, 100 prisioneiros juvenis são declarados "dispensáveis" e enviados para a superfície em uma última tentativa de determinar se a Terra é habitável novamente. Os adolescentes chegam em um belo planeta que eles só têm visto do espaço. Confrontando os perigos deste mundo novo acidentado, eles lutam para formar uma comunidade experimental. No entanto, eles descobrem que nem toda a humanidade foi exterminada.
Vale a pena ou a galinha inteira? 

Bem, atualizando os posts sobre séries, venho falar com vocês sobre a MELHOR série vista até agora em 2015. The 100 é uma série baseada no livro homônimo da autora Kass Morgan. No Brasil o livro foi lançado pelo selo Galera do Grupo Editorial Record e já conta com sua continuação Dia 21.


Mas uma pergunta que sempre me faço é: Como uma série que foi tão fraquinha, mas muito fraquinha mesmo em sua primeira temporada, conseguiu elevar a sua qualidade a níveis infinitos? As prováveis respostas a essa pergunta são várias: enredo bem desenvolvido, cenas de ação bem construídas, tramas cheias de tensão e o que considero o mais importante: morte de gente chata!!!


Após o final da primeira temporada, alguns dos sobreviventes são levados por homens misteriosos com equipamentos avançados a uma instalação chamada Mount Weather, enquanto que os outros são encontrados por aqueles recém-chegados da Arca. Mount Weather é o ponto central em que a trama gira nessa temporada e é justamente a peça que faltava para fazer com que a temporada ficasse tão empolgante.

Nessa instalação, os sobreviventes descobrem que haviam outros humanos vivendo na Terra além dos Terra-Firmes. Esses humanos não se adaptaram a atmosfera desse novo ambiente hostil e por isso não podem ter contato com o ar, vivendo em um sistema fechado dentro da montanha. À princípio, os sobreviventes são bem tratados, mas quando Clarke (Eliza Taylor) percebe que alguns deles estão desaparecendo, a moça resolve investigar e descobre que estão extraindo a medula para a inserção no povo de Mount Weather para que eles possam respirar o ar da Terra novamente.

Desesperada, Clarke então se une a Anya (Dichen Lachmaque também estava aprisionada e conseguem fugir. Começa então uma corrida contra o tempo para resgatar os outros que ainda ficaram presos na montanha e para isso, o grupo de Clarke terá que colocar suas desavenças de lado e se unir com o grupo dos Terra-Firmes.

Um dos pontos chaves para a bem sucedida temporada de The 100 é que os produtores souberam dividir muito bem a trama em pontos chaves. Eles não ficam desesperados despejando informações no público, eles contam o que querem contar em uma velocidade normal, sem apressar os acontecimentos e sem deixar o telespectador dormindo na poltrona, aliás, dormir é uma coisa que The 100 não permite. Outro ponto positivo é que eles optaram por diminuir a quase zero os conflitos amorosos que encheram o saco na primeira temporada. 

A cada episódio surge um novo conflito que deixa a aliança entre o povo da Arca e os Terra-Firmes em situação complicada e a ponto de se romper. Outros núcleos que merecem muito destaque são a vinda de Wells Jaha (Eli Goree) e sua busca pela Cidade das Luzes, um paraíso, onde ele acredita ser o local ideal para seu povo viver e o processo de formação dos Ceifadores. 


Essa temporada também pode ser chamada a temporada das mudanças. Praticamente todos os personagens tiveram mudanças significativas em suas atitudes e personalidades. Destaque imenso à Clarke e a Octavia (Marie Avgeropoulos) que ficaram à prova durante os 16 episódios desse segundo ano.


Com 3 episódios a mais do que a temporada anterior, os produtores souberam dosar a trama para que ela não ficasse "enchendo linguiça" e fosse direto no ponto que eles queriam contar nessa fase e ainda criaram um gancho para a próxima temporada que já foi confirmada. Os últimos episódios da temporada conseguiram deixar o público em ponto de desespero e preocupação, uma tensão que eu não sentia já fazia tempo em séries.

O triste da série é que para você poder acompanhar esse segundo ano SENSACIONAL, infelizmente precisará passar pelo anterior que não foi lá muito bom e que pode fazer com que você desista da série, mas confie em mim, resista aos 13 episódios da primeira temporada para ser recompensado com uma excelente distopia, palavra de escoteiro ^^


* As imagens retiradas da série The 100, são puramente com o intuito de ilustração e divulgação. Todos os direitos das mesmas são de seus criadores ^^

2 comentários:

  1. Oi Tiago,
    Eu ainda não tive a oportunidade de assistir a segunda temporada inteira, mas realmente ela está muito melhor que a primeira.
    Com relação ao livro, Day 21, ela não poderia estar mais longe. Se o primeiro já não combinava com o livro, a segunda é completamente diferente.
    Estou ansiosa pelas continuações do livro e da série.
    Otimo post.,
    Luana
    www.blogmundodetinta.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luana tudo bom?
      Ainda não li os livros, meio que tenho medo de me decepcionar, a série está tão boa, mas eu ainda sinto que ela está andando na corda bamba e se eu ler os livros, ela vai acabar despencando no meu conceito rsrsrs. Mas ainda quero lê-los sim, quem sabe em um futuro nem tão distante :)
      Abraços!!!

      Excluir